1ª PÁGINA


Grupo Folclórico Transmontano de Toronto:

41 anos em defesa e divulgação das tradições folclóricas e culturais de Trás-os-Montes e Alto Douro

Por Rómulo Ávila

Sol Português

A noite de sábado (19) foi de festa, altura em que o Grupo Folclórico Transmontano de Toronto (GFTT) celebrou o seu 41.º aniversário entre amigos, convidados e comunidade num encontro que decorreu no Oásis Convention Centre, em Mississauga.

Cerca de 150 pessoas estiveram presentes num serão marcado pela animação e que abriu com a voz de Tânia Barbosa a entoar, à capela, os hinos nacionais que ligam os dois países: Portugal e Canadá.

Ana Maria Costa, presidente do grupo folclórico aniversariante, deu as boas-vindas a todos e antes mesmo da oração inicial, dedicou dois minutos de silêncio numa pequena homenagem de luto pelo falecimento de familiares pertencentes a este rancho que representa a região portuguesa de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Numa noite de reconhecimentos, o primeiro homenageado da noite foi Domingos Sereno – por toda a colaboração e dedicação ao grupo folclórico que é, por sinal, o único no Canadá a representar aquela zona de Portugal.

Prosseguia o serão com o jantar de aniversário, seguindo-se um dos momentos mais significativos da noite: a actuação do rancho, que se caracteriza pela juventude e que, segundo a sua coordenadora, ensaiadora e presidente, "está de portas abertas a todos" os que o desejem integrar.

Ana Costa considerou mesmo precisarem "de mais jovens, de mais pessoas que se juntem a nós, para mantermos vivo este nosso grupo e esta nossa tradição tão única e tão especial".

Os "parabéns" foram cantados por todos os que se encontravam neste encontro e antecedeu a realização de mais homenagens, desta feita aos dançarinos e às suas respectivas famílias, pois, segundo a presidente, "é graças a eles que existimos e ainda estamos vivos".

Presente no evento esteve o presidente da Casa da Madeira de Toronto, Luís Bettencourt, que declarou que "a sala madeirense está sempre aberta para este grupo folclórico", uma vez que "é lá que fazem os seus ensaios e é lá que vão continuar, com muito prazer".

Dirigindo-se ao rancho, endereçou votos de feliz aniversário: "em nome da Casa da Madeira, agradecemos o convite e damos os parabéns a todos. Que continuem a dar o seu contributo", disse, entregando um envelope com uma pequena lembrança.

Katia Karamujo, presidente do Conselho de Presidentes da Aliança dos Clubes e Associações do Ontário (ACAPO) também esteve presente no evento comemorativo, agradecendo o convite e felicitando a organização e participantes no rancho.

"Agradeço muito todo o vosso empenho e apoio em estarem presentes nas actividades da nossa Aliança de Clubes", afirmou, deixando ainda "também um conselho com carinho aos jovens deste grupo:, tenham sempre muita coragem, tenham sempre muita força para continuar. É realmente muito bonito este Rancho, pois é diferente e é único na nossa comunidade", realçou a representante da ACAPO.

Tânia Barbosa e Décio Gonçalves foram os artistas convidados para o serão musical, garantindo a animação do público com uma selecção de música portuguesa e promovendo o baile que se realizou no centro do salão.

Ana Maria Costa, o rosto do grupo transmitiu a todos a confiança de que a actividade, os ensaios e o trabalho vão continuar.

"Ainda temos muito para fazer", afirmou, garantindo continuarem, "com muita garra, a desenvolver um trabalho junto dos jovens e, ao mesmo tempo, naquilo que pudermos, fazer com que a cultura portuguesa e as nossas tradições nunca se percam".

Voltando a reiterar a abertura do grupo a novos participantes, deixou o convite: "Estamos abertos a todos e de todas as idades, juntem-se a nós, somos uma família bonita, que ensaia com alegria".

O Grupo Folclórico Transmontano de Toronto foi formado em 1981 e representa a região de Trás-os-Montes e Alto Douro, incorporando elementos que envergam trajes de trabalho, da feira, da romaria e de ricos, em diferentes épocas da história, bem como dos famosos pauliteiros e pauliteiras de Miranda do Douro.

É um retrato profundo de um cantinho de Portugal ali representado, com muito orgulho, por quem faz parte deste grupo.


Voltar a Sol Português