1ª PÁGINA


Aniversário CCPM:

Porto de Honra serviu para honrar passado e perspectivar futuro

Por Rómulo Ávila

Sol Português

Foi no passado domingo (20) que o Centro Cultural Português de Mississauga (CCPM) assinalou o arranque das comemorações do seu 48.º aniversário, com um Porto de Honra e a tradicional cerimónia do hastear das bandeiras frente à sede.

A todos os níveis um momento carregado de simbolismo, tanto mais que, como destacou o presidente da colectividade, Jorge Mouselo, em declarações ao jornal Sol Português, "naquelas bandeiras estão dois países ligados, está uma cidade e está um Centro Cultural que se orgulha de promover Portugal".

Entre o içar das bandeiras e o Porto de Honra, Jorge Mouselo afirmou que o simbolismo de elevar os estandartes "é uma tradição muito antiga" do clube, algo que "nunca devemos deixar morrer".

Confessou estar feliz com o número de pessoas que estiveram presentes, "mesmo sendo uma manhã de Inverno de domingo", como observou, insistindo que isso "prova o quanto este Centro é importante para a comunidade" e que a sua presença "dá-nos alento e força".

Quanto ao futuro, afirma ter "imensos desafios e desejos" para o CCPM, frisando que "este ano tem sido para completar etapas que vinham do anterior presidente", lembrando que este "nos deixou e tínhamos de honrar o seu trabalho e o seu legado, finalizando os seus planos e as suas concretizações".

"Essa foi a nossa missão" em 2022, afirmou.

Jorge Mouselo enaltece sobretudo a sua equipa de trabalho, que diz ser uma "família maravilhosa e muito unida".

Só assim, prossegue, "conseguimos colocar os sonhos em prática. Tenho muito orgulho na nossa direcção e nos nossos colaboradores, nunca esquecendo os sócios, os amigos e, claro, a comunidade portuguesa que a cada dia nos dá calor e força para continuar; este carinho bem português que só o nosso povo lusitano o sabe dar".

Pronunciando-se a propósito do aniversário também do jornal Sol Português, que este ano está a comemorar 40 anos e que, tal como o CCPM, estará em festa este sábado (26), o presidente do CCPM desejou "a todos os leitores, à equipa e ao seu director muito sucesso".

"O vosso jornal está enraizado na comunidade, é muito conhecido e respeitado. Do fundo do meu coração, em meu nome pessoal e deste Centro, desejo muito sucesso a todos e peço para que lutem por este semanário, pois a sua existência é muito importante" pois, como relembrou, "o nosso sucesso depende de vocês (:::) que dão a conhecer o que fazemos, pois sem isso ninguém conhecia nada do que se fazia".

"Espero que as pessoas percebam a importância que o jornal Sol Português tem na nossa comunidade luso-canadiana. Podemos ter muitos eventos, mas sem comunicar e sem os tornar públicos, de nada nos serve", concluiu, formalizando ainda um agradecimento e votos de parabéns.

A par do Porto de Honra, a tarde de festa continuou com as actuações do artista Henrik Cipriano e do Rancho Folclórico da casa, que animadamente marcaram o início das comemorações aniversariantes desta que é a única colectividade portuguesa em Mississauga.

O jantar de gala do 48.º aniversário do CCPM será celebrado amanhã, sábado (26), pelas 19h00, na sua sede.


Voltar a Sol Português