1ª PÁGINA


Concurso de Cantores 2020/21: Últimos cinco apurados para as semifinais que arrancam em Março

Por Luís Aparício
Sol Português

A lista dos semifinalistas da 15.ª temporada do Concurso de Cantores com John Santos (SCJS, na sigla em inglês) está agora completa, depois de conhecidos os últimos cinco concorrentes apurados para as duas semifinais agendadas para 12 e 26 de Março.

Na quinta e última ronda de qualificação, realizada no passado dia 17 de Fevereiro, o painel do júri – composto por Anthony Wright, Zack Werner e Trevor Shelton – avaliou a interpretação musical de 14 concorrentes, alguns a participarem pela primeira vez.

Do outro lado do canal de comunicação, a assistência virtual acompanhava a transmissão em directo através das redes sociais onde o concurso é disponibilizado.

Durante a pausa para votação, foram exibidos alguns vídeos, o primeiro dos quais intitulado "Season 14 Year in Review", uma produção de Edber Vallejo Heredia que apresentou uma retrospectiva da edição anterior do concurso.

Seguiu-se "Old News", um vídeo com Kiana Sofia, vencedora da 13.ª temporada do concurso na categoria juvenil, produzido por Anthony Wright, e dois vídeos das vencedoras da temporada 12, Samantha Gavin ("Pretty Song") e April Joyce ("You Don't Know Me").

A contagem final dos votos, todavia, sofreu um atraso depois que a organização foi alertada para um significativo número de votos ilegítimos devido à intervenção de "bots", aplicações autónomas que rodam na Internet enquanto desempenham algum tipo de tarefa pré-determinada e que podem ser úteis e inofensivas para os utilizadores em geral, mas que também podem ser usados de forma abusiva por indivíduos mal-intencionados.

"Estamos a usar uma companhia muito forte para [monitorizar] a votação online, pelo que não há hipótese de alguma coisa escapar", sublinhou John Santos, responsável pela competição, que esclareceu que "eles detectaram a situação irregular, avisaram e agora a Lisa está a apagar todos os votos com indicação de "bot".

Visivelmente desapontado com o sucedido, que poderia ter manchado a honestidade do concurso, John Santos espera que este episódio não se volte a repetir e avisa que "da próxima vez vamos dar a conhecer quem foi o infractor" – "Não desta vez, mas que sirva de lição", alertou.

Antes de anunciar os últimos semifinalistas, Lisa Santos informou que "a pessoa que cremos ser responsável por esta fraude na votação" foi desqualificada e lembrou que esta foi a derradeira ronda de qualificação, convidando todos os interessados a inscreverem-se já online para a 16.ª edição do concurso.

A soma dos votos legítimos do júri e do público online, no site TheSingingContest.com ou via link da página do Facebook The Singing Contest, determinou a escolha dos dois melhores classificados nas categorias juvenil e adultos.

Para contrabalançar o número de concorrentes nas semifinais, em ambas as categorias, foi escolhido um terceiro nome do escalão de adultos.

Garra juvenil que promete nas semifinais

Ela Weinreich, uma cara nova entre um grupo de concorrentes que era na sua maioria repetente, sonha ser cantora profissional e gravar alguns álbuns, mas a sua versão de "Imagine", de John Lennon, contudo, não conseguiu convencer o júri.

Quem pode sorrir é a pequena Grace Musabelliu que com muita garra e atitude em palco – qualidades elogiadas por Trevor Shelton – passou às semifinais com a sua interpretação de "Confident", de Demi Lovato.

Ainda na categoria juvenil, Victoria Dimitrova juntou-se aos semifinalistas com a canção "Believer", dos Imagine Dragons – uma jovem aspirante com uma vertente artística interessante, a quem Zack Werner preconiza um futuro brilhante.

Na categoria de adultos, O'Shea Perkins, nascido no Canadá mas de raízes jamaicanas, garantiu um lugar nas semifinais ao interpretar "Ordinary People", de John Legend. Admitindo que antes da sua participação pouco ou nada sabia sobre o concurso, O'Shea diz apreciar o feedback sério e competente dos elementos do júri destacando que "eles não elogiam por elogiar, mas antes fazem uma crítica construtiva".

Numa sessão dominada pelas interpretações em inglês, a luso-canadiana Natasha Costa recuperou o tema "Pássaro de Fogo", sucesso da cantora e compositora brasileira Paula Fernandes, apresentando assim uma nota artística em português do Brasil que lhe valeu o passaporte para as semifinais.

Por último, Alyssa Aguilar levou a lanterna certa para integrar o grupo de semifinalistas, ao cantar "Flashlight", de Jessie J.

Numa temporada marcada pelas restrições da Covid-19 e muitos condicionalismos, a organização continua a não facilitar e mantém em vigor as medidas de distanciamento exigidas para garantir a segurança de todos os envolvidos no concurso. Isso significa que os concorrentes, que têm de respeitar as distâncias decretadas e deixar o edifício da Casa do Alentejo de Toronto, onde estão localizados os estúdios SCJS, após as suas actuações, continuam a ter de cantar ao vivo sem a presença e apoio de familiares e amigos.

Mais uma vez, John Santos e Lisa Santos desempe-nharam o papel de apresentadores da prova, que teve transmissão através da Internet, tanto no canal de YouTube do SCJS, "TheSingingContest1", como na App da GoLive TV.

O concurso garante aos primeiros classificados nas categorias juvenil e adultos a gravação profissional de um
CD produzido por Anthony Wright (oito canções) e a
gravação de um vídeo profissional (uma música do álbum).


Voltar a Sol Português