1ª PÁGINA


Candidatas Liberais questionam decisão de encerrar clínica de saúde mental em português no hospital Toronto Western

Numa carta dirigida à ministra da Saúde do Ontário, Christine Elliot, duas candidatas do partido Liberal questionam a decisão de cessar a prestação de apoio em português aos pacientes da Clínica de Saúde Mental do Hospital Toronto Western.

Elizabeth Mendes, luso-canadiana a concorrer por Mississauga-Lakeshore, e Nadia Guerrera, que concorre em York Sul-Weston – distritos com forte concentração de residentes de origem portuguesa – expressam a sua preocupação numa missiva enviada à ministra e datada de 18 de Março na qual destacam a importância destes serviços numa altura em que são cada vez "mais urgentes".

Como referem, a clínica "presta assistência crucial" à população lusófona que reside em Toronto e que recorre aos seus serviços, destacando as consultas de saúde mental, a prestação de apoio em casos de toxicodependência e vícios, e a gestão de situações que requerem cuidados intensivos e que são facultados a "mais de 1.000 pacientes por ano".

Expressando incredulidade face à decisão de "fechar a clínica durante uma pandemia mundial, quando a necessidade de apoio mental com base comunitária se tornou mais urgente e óbvia", as autoras da carta destacam que a prestação deste género de serviços na língua dos pacientes "é vital para as comunidades multiculturais e necessária para salvaguardar a sanidade mental" um pouco por toda a província.

Ambas insistem na necessidade de "reabrir esta clínica no Hospital Toronto Western, no coração da comunidade portuguesa na cidade, e garantir o restabelecimento destes serviços essenciais" e instam a ministra da Saúde a repensar o assunto e a "voltar atrás" com a decisão de a fechar.

"Esperamos que escute e aja de imediato", concluem as candidatas.


Voltar a Sol Português