1ª PÁGINA


Celebrações do Dia de Portugal em 2018 começam nos Açores, diz Presidente da República

As celebrações do Dia de Portugal em 2018 vão começar nos Açores, prosseguindo depois junto das comunidades portuguesas nos Estados Unidos da América, anunciou quarta-feira o Presidente da República no primeiro dia de uma visita ao arquipélago.

Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas no Aeroporto de Santa Maria, nos Açores, onde aterrou pelas 15:30 locais (mais uma hora em Lisboa), para uma visita às ilhas do grupo oriental do arquipélago.

O Chefe de Estado afirmou que este é um momento de "reencontro que atravessa o Atlântico entre Portugal e os Estados Unidos da América, que culminará no Dia de Portugal celebrado nos Açores, e depois junto das comunidades portuguesas - leia-se, sobretudo açorianas - nos Estados Unidos da América".

Na visita que fez em Junho às ilhas dos grupos central e ocidental dos Açores, o Presidente da República já tinha anunciado que no próximo ano o 10 de Junho seria celebrado junto das comunidades portuguesas nos Estados Unidos, e na altura o Presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, manifestou a expectativa de que a data fosse também celebrada na região.

Neste dia, à chegada ao Aeroporto de Santa Maria, Marcelo Rebelo de Sousa foi recebido por Vasco Cordeiro, pela Presidente do parlamento regional, Ana Luís, e pelo Representante da República para a Região Autónoma dos Açores, Pedro Catarino.

"Volvidos precisamente cinco meses sobre a primeira parte da minha visita a esta grande região autónoma, eu saúdo o povo açoriano com um abraço fraterno. Já estava com saudades da terra, que é uma expressão que tem a ver com um primeiro historiador açoriano [Gaspar Frutuoso], uma figura muito importante e a primeira obra escrita sobre a geografia e a história dos Açores", declarou.

O Chefe de Estado saudou a "abertura ecuménica e universal" dos Açores e a sua "gente trabalhadora, corajosa, acolhedora, amiga, fraternal" e disse que regressa ao arquipélago com "o mesmo objectivo: poder presenciar o desenvolvimento económico, social, cultural, e a afirmação cívica dos Açores e dos açorianos".

Marcelo Rebelo de Sousa acrescentou que tem os Açores "permanentemente" no pensamento e que está "em constante diálogo com os órgãos e governo próprio" da região, em "permanente interacção".

Em Junho, o Presidente da República anunciou à agência Lusa, nos Açores, que as comemorações de 2018 do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesa iriam ser nos Estados Unidos da América, com "uma grande festa", em lugares "onde há comunidades açorianas que nunca mais acabam".

Na altura, o presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, reagiu a esse anúncio considerando que se tratava de uma "grande notícia", e que seria "ainda melhor" se essas comemorações "decorressem também nos Açores".

O actual Presidente da República iniciou em 2016, ano em que tomou posse, um modelo inédito de comemorações do 10 de Junho, acertado com o primeiro-ministro, António Costa, em que as celebrações começam em território nacional e depois se estendem a um país estrangeiro com comunidades emigrantes portuguesas.

Em 2016, as cerimónias do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas começaram em Lisboa e estenderam-se a Paris, em França. Neste ano, começaram no Porto e terminaram em São Paulo e no Rio de Janeiro, no Brasil.

Segundo a Direcção Regional das Comunidades, que cita dados dos últimos censos norte-americanos, a comunidade portuguesa nos Estados Unidos é de cerca de 1,4 milhões de pessoas, estimando-se que 70% sejam de origem açoriana.


Voltar a Sol Português