1ª PÁGINA


Parque Madeira:

Última tourada à corda da época da Ganadaria Sol e Toiros

João "Malhinha" despede-se de pastor

Por António Perinú e Fátima Martins

Sol Português

No passado sábado (21), no mesmo dia em que a Casa da Madeira de Toronto realizava as suas festas da juventude e das vindimas no Parque Madeira, em Georgina, a Ganadaria Sol e Toiros despedia-se da época tauromáquica com a realização naquele espaço da última tourada à corda da temporada.

Escrever sobre tourada à corda implica abordar também a ilha Terceira, "Terra dos Bravos", como é conhecida, uma vez que muitos dos seus naturais são genuinamente apaixonados por esta tradição secular que ali nasceu, junto ao povo.

De Maio a Outubro e para encanto dos aficionados, todos os anos ali se realizam dezenas de espectáculos tauromáquicos, atraindo centenas de pessoas das diversas freguesias da ilha, muitas das quais, ao celebrarem as Festas do Divino Espírito Santo, desfrutam conjuntamente das touradas à corda.

Os terceirenses que imigraram para o Canadá trouxeram dentro do seu coração esta vivência, pelo que mesmo deste lado do Atlântico há quem todos os anos organize espectáculos desta natureza, como é o caso da Ganadaria Sol e Toiros.

Cerca das 16h30 da tarde de sábado, o maioral da ganadaria, Ivo Mendes, fazia sair ao recinto reservado para a realização da tourada à corda o primeiro toiro, que desde logo percorreu todo o espaço, criando assim entusiasmo nas bancadas.

Os restantes sairiam de igual modo, bem apresentados e voluntariosos, e a não dar muito trabalho aos pastores.

Segundo Ivo Mendes, dos cinco toiros corridos nesse dia, os primeiros três foram da Ganadaria Açoriana e últimos dois de Fernando Gonçalves.

No intervalo dos toiros, cantou João Marques. Algo que não é muito comum ver é a entrega da camisa branca que os pastores usam nas touradas à corda, mas nessa tarde foi isso mesmo que aconteceu quando João Furtado – mais conhecido por "Malhinha" – disse adeus à sua participação neste género de espectáculo.

Embora muito do público não tenha grande conhecimento do trabalho dos pastores nas touradas à corda, são elementos com técnica e conhecimentos importantes pois, entre outras actividades, conduzem as investidas e o percurso dos animais sempre que necessário.

No intervalo entre a saída e a entrada de mais um animal, o proprietário da Sol e Toiros, Élio Leal, fez questão de homenagear João "Malhinha" Furtado publicamente, pela sua dedicação e amizade à ganadaria.

Ladeado pela sua equipa de pastores e pelo equitador permanente da Coudelaria Luso-Canadiana, Tiago Cantante – um montigense que é um dos grandes nomes da equitação portuguesa – o ganadeiro empresário expressou a sua emoção ao despedir-se do "Malhinha" como pastor.

Contudo, como salientou com as lágrimas a correrem-lhe ainda pela face e a voz embargada, João Furtado "vai ficar connosco na Ganadaria", onde continuará a ajudar, noutra capacidade.

No final, abraços de todos ao colega e amigo deixava bem patente a camaradagem que os une.

Em declarações ao jornal Sol Português, João Furtado – que desde logo fez questão de dizer que é mais conhecido por "Malhinha" – explicou que a sua actividade como pastor nas touradas à corda já vem de longe.

"Comecei em 1989 na ganadaria do José Borges; estive lá alguns anos e depois vim para a Ganadaria Sol e Toiros", como nos refere, enfatizando que são já "30 anos" dedicados a esta paixão.

Agora, com 63 anos, "a idade já vai pesando e achei que era a altura", explica, lembrando que "o tempo não perdoa" mas atalhando no mesmo momento que irá "ficar sempre ligado à Ganadaria Sol e Toiros do Élio Leal e do Fernando Gonçalves".

"O Élio é uma pessoa magnífica e vou e ficarei sempre ligado – afastado das touradas à corda, mas não da Ganadaria", enfatizou.

Quem escutava ali ao lado era Jorge Couto, que durante muitos anos foi embolador e conhece bem o Malhinha – começaram ambos a sua actividade em 1989 com o ganadeiro José Borges, o primeiro a realizar touradas no Canadá – e que de imediato o elogiou, afirmando emocionado: "é o meu melhor amigo".


Voltar a Sol Português