CANADÁ EM FOCO


Ontário vai autorizar nova táctica na venda de casas que altera processo de licitação

O governo do Ontário vai introduzir novos regulamentos que permitirão aos proprietários que querem vender as suas casas partilhar os detalhes das ofertas que recebem com outros compradores interessados.

Tal como o sistema funcional actualmente, quem desejar fazer uma oferta para a compra de uma propriedade tem de o fazer "às cegas", sem saber quanto é que outros potenciais compradores já ofereceram.

O novo regulamento dará aos vendedores a opção de "optarem por um processo de oferta aberto", o que, segundo o ministro para os Assuntos do Consumidor, Ross Romano, significa que estes deixar de estar "limitados a vender as suas propriedades por meio de um sistema de oferta fechado ou tradicional".

Desconhece-se ainda exactamente quais os detalhes que os vendedores vão poder revelar ou quantos virão a optar por fazê-lo.

Esta nova táctica de vendas faz parte de uma alteração regulatória mais abrangente ao estatuto Trust in Real Estate Services Act (TRESA), cuja versão modificada entrará em vigor a 1 de Abril de 2023.

As alterações incluem a adopção de um novo código de ética para os agentes imobiliários, de formulários padronizados mais simples e a concessão de mais poderes ao Real Estate Council of Ontario (RECO), órgão regulador que estipula as regras a seguir pelos vendedores e corretores.

O novo regulamento surge numa altura em que a corretora de imóveis Royal LePage prevê que o preço das casas aumente cerca de 15% até ao quarto trimestre deste ano.

No que foi um primeiro trimestre recorde, a empresa imobiliária destaca que o preço médio da habitação aumentou 25,1%, numa comparação anual, cifrando-se, a nível nacional em cerca de 856.900 dólares.

Prevê-se que na Área da Grande Toronto o preço médio ultrapasse 1,3 milhões de dólares até ao final deste ano.


Voltar a Canadá em Foco


Voltar a Sol Português