1ª PÁGINA


Governo Liberal empossado, ministros Anand para a Defesa e Joly para Negócios Estrangeiros

O Primeiro-ministro Justin Trudeau iniciou o seu terceiro mandato com uma viragem monumental na formação do seu governo, que inclui alterações significativas nas principais pastas ministeriais e pretende enfatizar a paridade de género.

A governadora-geral Mary Simon dirigiu a cerimónia de tomada de posse, que decorreu na manhã de terça-feira (26) em Rideau Hall, em Otava, e viu nove caras novas juntarem-se ao governo, a par de três que saíram, mudanças importantes e a criação de novas pastas, em antecipação do resumo das actividades parlamentares no dia 22 de Novembro, quando se realizará o habitual discurso do trono.

O governo compreende agora um total de 39 ministros, incluindo Justin Trudeau – número um pouco maior do que no anterior elenco governativo.

Uma das maiores remodelações governativas envolve Anita Anand, que se tornou na segunda mulher na história do país a assumir o cargo de ministra da Defesa, depois da ex-Primeira-ministra Kim Campbell na década de `90.

A nova responsável pela Defesa nacional herda uma pasta difícil, numa altura em que as Forças Armadas canadianas estão a ser alvo de alegações de má conduta sexual.

Entretanto, Harjit Sajjan deixa a Defesa para assumir a pasta do Desenvolvimento Internacional enquanto que o ex-presidente do conselho do Tesouro, Jean-Yves Duclos, passa a ser o novo ministro da Saúde e Patty Hajdu vê-se transferida para o ministério responsável pelos Serviços Indígenas.

Marc Garneau sai do novo governo, pelo que a pasta dos Negócios Estrangeiros foi entregue a outro parlamentar oriundo de Quebeque, Melanie Joly e o ex-activista ambiental Steven Guilbeault é designado o novo ministro do Meio-Ambiente, com Jonathan Wilkinson a ficar responsável pelos Recursos Naturais, uma alteração que ocorre poucos dias antes da conferência climática COP26 em Glasgow, na Escócia.

Para além de Marc Garneau houve dois outros ministros que deixaram de fazer parte do governo: Bardish Chagger, que era ministro da Diversidade e Inclusão, e Jim Carr, que servia como representante especial do Primeiro-ministro nas pradarias, após ter sido diagnosticado com cancro.

Há também novos elementos do parlamento que foram promovidos, com Marci Ien a tornar-se a ministra para as Mulheres e a Igualdade de Género, e Randy Boissonnault que assume a pasta de ministro do Turismo.

Permanecem no elenco governativo apenas 10 ministros do último governo de Justin Trudeau, incluindo o ministro da Justiça, David Lametti, e a ministra do Emprego, Carla Qualtrough.

Novo governo Liberal:

Chrystia Freeland continua a ser vice-primeira-ministra e ministra das Finanças, Omar Alghabra continua como ministro dos Transportes e Anita Anand assume a pasta da Defesa Nacional.

Carolyn Bennett torna-se ministra da Saúde Mental e Vícios, e vice-ministra da Saúde, Marie-Claude Bibeau permanece no cargo de ministra da Agricultura e serviços Agro-alimentares, e Bill Blair passa a presidir ao Conselho Privado da Rainha para o Canadá e é designado ministro de Preparação para Emergências.

Randy Boissonnault é agora o ministro do Turismo e vice-ministro das Finanças, François-Philippe Champagne dirige o Ministério da Inovação, Ciência e Indústria, e Jean-Yves Duclos é o novo ministro da Saúde.

Mona Fortier vai presidir ao Conselho do Tesouro, Sean Fraser é agora o ministro da Imigração, Refugiados e Cidadania, e Karina Gould a ministra da Família, das Crianças e do Desenvolvimento Social.

Steven Guilbeault assume o cargo de ministro do Meio-Ambiente e Alterações Climáticas, Patty Hajdu tornou-se ministra dos Serviços Indígenas e responsável pela Agência Federal de Desenvolvimento Económico para o Norte do Ontário, enquanto que Mark Holland assumiu o cargo de líder do governo na Câmara dos Comuns.

Ahmed Hussen é agora ministro da Habitação e para a Diversidade e Inclusão, Gudie Hutchings é a nova ministra do Desenvolvimento Económico Rural e Marci Ien a ministra para as Mulheres, Igualdade de Género e Juventude.

Helena Jaczek tornou-se ministra responsável pela Agência Federal de Desenvolvimento Económico do Sul do Ontário, Mélanie Joly ministra dos Negócios Estrangeiros e Kamal Khera ministra da Terceira Idade.

David Lametti continua a ser o ministro da Justiça e Procurador-Geral do Canadá, Dominic LeBlanc assume o cargo de ministro dos Assuntos Intergovernamentais, Infra-estrutura e Comunidades e Diane Lebouthillier permanece no cago de ministra da Receita Nacional.

Lawrence MacAulay vai continuar a ser o ministro dos Assuntos dos Ex-Combatentes e vice-ministro da Defesa Nacional, enquanto que Marco Mendicino assume a pasta de ministro da Segurança Pública e Marc Miller a de ministro das Relações Coroa-Indígenas.

Joyce Murray é a nova ministra das Pescas, Oceanos e Guarda Costeira, Mary Ng a ministra do Comércio Internacional, da Promoção das Exportações, dos Pequenos Negócios e do Desenvolvimento Económico, e Seamus O'Regan Jr. o novo ministro do Trabalho.

Ginette Petitpas Taylor é agora a ministra das Línguas Oficiais e responsável pela Agência de Oportunidades do Canadá Atlântico, Carla Qualtrough continua a ser a ministra do Emprego, Desenvolvimento da Força de Trabalho e de Inclusão das Pessoas com Deficiência, e Pablo Rodriguez passa a ministro do Património Canadiano, continuando no cargo de lugar-tenente do Quebeque

Harjit S. Sajjan passa para o Ministério do Desenvolvimento Internacional e responsável pela Agência de Desenvolvimento Económico da Região do Pacífico, Pascale St-Onge tornou-se o novo ministro do Desporto e responsável pela Agência de Desenvolvimento Económico do Canadá para as Regiões do Quebeque, enquanto que Filomena Tassi assume o cargo de ministra dos Serviços Públicos e Aquisições.

Por último, Dan Vandal passou a ministro dos Assuntos do Norte, ministro responsável pelo Desenvolvimento Económico das Pradarias do Canadá e pela Agência Canadiana de Desenvolvimento Económico do Norte, enquanto que Jonathan Wilkinson assume o cargo de ministro dos Recursos Naturais.


Voltar a Sol Português