1ª PÁGINA


De 23 a 30 de Setembro:

Semana Cultural dinamiza Casa das Beiras de Toronto

Por João Vicente

Sol Português

A Casa das Beiras de Toronto está a ser palco desde sábado (23) da 21.ª Semana Cultural Beirã, certame que decorre até amanhã, dia 30, e envolve múltiplas actividades, incluindo a entronização de um capítulo da Confraria Saberes e Sabores "Grão Vasco", actuações da Tuna Estudantina Universitária de Coimbra (TEUC) e ainda exemplos diários da gastronomia regional confeccionada por um chefe de cozinha de Cantanhede.

A inauguração do certame ficou marcada pela presença do deputado da Assembleia da República José Cesário e da eurodeputada Sofia Ribeiro, bem como de várias entidades políticas canadianas.

Segundo o presidente da colectividade beirã, Bernardino Nascimento, o ex-secretário de Estado das Comunidades conta com um convite permanente, pois é "uma pessoa já amiga da família", como nos diz.

Mas José Cesário esclarece, em declarações ao jornal Sol Português, que além da sua presença nesta Semana Cultural Beirã ser uma demonstração de apoio, é uma visita motivada também pela necessidade de auscultar continuamente as vozes da diáspora, algo que o leva a deslocar-se várias vezes por ano ao Canadá.

Nesse contacto praticamente contínuo com a comunidade lusa em terras canadianas ao longo dos anos tem-se vindo a aperceber de uma maior participação cívica e política, assim como de uma alteração na postura dos imigrantes que aqui vivem e que, a pouco-a-pouco, mas cada vez mais, sentem que o Canadá também é seu, referiu.

O recente Acordo Económico e Comercial Global UE-Canadá (CETA, na sigla em inglês) foi alvo de destaque tanto nos discursos como em declarações a este jornal por parte de José Cesário, Sofia Ribeiro e da deputada federal canadiana Julie Dzerowicz.

O acordo, que visa facilitar o comércio entre o Canadá e a Europa, entrou parcialmente em vigor na passada quinta feira (21) e segundo José Cesário tem um importante significado político por se traduzir no "fim do isolacionismo e do proteccionismo, que ultimamente têm ganho algum terreno".

"É um acordo que nos vai pôr muito mais próximos uns dos outros [e] vai ter repercussões no emprego [e] na riqueza, quer da Europa, quer do Canadá", afirmou.

Julie Dzerowicz, que acaba de regressar de uma digressão que a levou ao centro e norte de Portugal continental e Açores, explicou a razão dessa viagem que encetou por sua própria conta.

"Fui a Portugal para estreitar as relações entre os dois países e, porque represento a maior comunidade portuguesa no Canadá, queria melhorar a minha compreensão da comunidade", afirmou a deputada federal que, além de representar o distrito torontino de Davenport na Assembleia Nacional em Otava, integra também a Associação Parlamentar de Amizade Canadá-Portugal.

A deputada fez questão ainda de destacar a moção que apresentou no Parlamento no sentido de que Junho seja reconhecido a nível nacional como o "Mês do Património Português" e o 10 de Junho como "Dia de Portugal", aproveitando para realçar também o benefício que advirá para a comunidade portuguesa da redução da idade em que os residentes permanentes podem obter a cidadania canadiana sem terem de se submeter a um teste de inglês, que desce para os 55 anos.

Entretanto, a eurodeputada Sofia Ribeiro, que pertence à delegação para as Relações entre a UE e o Canadá, caracterizou a sua presença nesta Semana Cultural como "uma feliz coincidência", pois deslocou-se a Toronto numa jornada de trabalho durante a qual manteve contactos com outras entidades e associações comunitárias, incluindo a Casa dos Açores do Ontário, o Centro Comunitário e Cultural Graciosa e a secção do PSD/Toronto.

No decorrer deste encontro na Casa das Beiras, a eurodeputada procedeu à oferta de um livrete que produziu, compilando os programas europeus de que podem usufruir os emigrantes nos Estados Unidos e no Canadá, e que ofereceu ao presidente da colectividade.

"Apercebi-me de que a nossa comunidade aqui no Canadá ainda não conhece os direitos de que pode usufruir tal como eu e os cidadãos europeus", afirmou a eurodeputada ao jornal Sol Português ao explicar o motivo desta compilação, solicitando a divulgação do seu sítio web (sofiaribeiro.eu), e página de facebook (facebook.com/ maisacoresnaeuropa) como recursos onde os imigrantes podem obter essas e outras informações, e entrar em contacto com ela.

Ao longo dessa noite viriam a discursar ainda o almoxarife da Confraria Saberes e Sabores da Beira "Grão Vasco", José da Silva, os vereadores Ana Bailão e César Palacio, da Câmara Municipal de Toronto, e a deputada provincial Cristina Martins.

O encontro, que teve a radialista Fátima Martins como mestre-de-cerimónias, foi assistido também pela representante em Toronto da Caixa Geral de Depósitos, Marisol Ribeiro, pela coordenadora do ensino português no Canadá, Ana Paula Ribeiro, e pela funcionária consular, Paula Medeiros.

Por fim, a intervenção da Tuna Estudantina Universitária de Coimbra pôs toda a gente a cantar, a bater palmas e até a dançar, vindo a encerrar o espectáculo dessa noite após a actuação do artista luso-canadiano Reno.

Esta não foi a primeira passagem da tuna conimbricense por Toronto nem pela Casa das Beiras, pois já há cerca de duas décadas de anos aqui estiveram e, mais recentemente, há cinco anos, a convite da Luso-Can Tuna.

"Eu vim aqui a pensar que ia praticar o meu inglês, mas afinal só falei português até agora – estou a adorar", afirmou o porta-voz da TEUC, Gonçalo Oliveira, acrescentando que gostaria de voltar pois tem constatado que os portugueses aqui "dão mais valor ao que é português e à essência de ser português do que nós, que estamos lá em Portugal todo o ano".

A única nota dissonante até à data tinha sido a passagem pela rua Dundas, onde alguém os tomou por seita satânica, diz-nos com um sorriso, que dá a perceber que não afectou em nada o teor positivo desta visita.

Capítulo luso-canadiano para confraria beirã

Um dos pontos altos desta Semana Cultural Beirã teve lugar no domingo (24), com a cerimónia de entronização do capítulo da Casa das Beiras de Toronto da Confraria Saberes e Sabores da Beira "Grão Vasco".

A tarde começou com um festival folclórico que envolveu vários ranchos comunitários e culminou com a entronização de um total de 29 cavaleiros e sete comendadores da confraria, incluindo os representantes políticos do distrito de Davenport nos vários níveis de governação canadiana.

Segundo o almoxarife José da Silva, que presidiu à cerimónia, o que se deseja é que esta venha a ser mais uma ferramenta para a promoção do património, cultura e gastronomia beirãs nesta Casa que, como salientou, "tão bem representa a região em Toronto".

A confraria foi fundada em Viseu, em 2002, e desde então tem vindo a criar capítulos que lhe permitem expandir o seu alcance, no Rio de Janeiro e em Zurique, por exemplo, além agora de Toronto.

Entretanto, a Confraria da Suíça Francófona será entronizada em Novembro e a de Manaus em Dezembro, havendo já pedidos também da Argentina e da Califórnia.

No final da cerimónia e a concluir um breve discurso, o almoxarife lançou o brado: "Arraial, arraial, pela Beira, por Portugal", no qual foi acompanhado por todos os presentes, após o que a noite encerrou com a actuação da cantora Inês Henriques.

Outra grande estrela desta Semana Cultural Beirã que tem estado e continuará a estar em evidência nos últimos dias do certame é a gastronomia, pela experiente mão do chefe António Mendes que aqui se deslocou vindo de Cantanhede.

Entretanto, na segunda-feira (25) realizou-se uma sessão intitulada "À conversa com mulheres beirãs de sucesso", moderada por Paula Medeiros, do Consulado-Geral de Portugal em Toronto, e na terça-feira (26) a TEUC voltou a actuar, numa noite de agradecimento aos patrocinadores e à comunicação social.

A noite de quarta-feira (27) foi animada por folclore e pela cantora Tânia Barbosa, enquanto que na quinta-feira (28), dedicada à juventude, foram os dançarinos da So Dance Studios e os cantores Peter Serrado e Victoria Azevedo quem abrilhantou o palco.

Para esta noite, sexta-feira (29), o palco pertence ao fado num espectáculo que conta com as vozes de João Brito, Nancy Costa e Miguel Ramos, acompanhadas musicalmente por Hernâni Raposo, Valdemar Mejdoubi e Pedro Joel.

O certame conclui amanhã, sábado (30), com mais alguns exemplos da gastronomia regional beirã confeccionados pelo chefe António Mendes, e com a actuação final da TEUC, estando ainda agendado um espectáculo com o cantor Hélder Pereira.


Voltar a Sol Português