1ª PÁGINA


Parque Madeira:

Arraial dos Santos Populares em fim-de-semana de festa

Por Noémia Gomes
Sol Português

"Preparem o arco e o balão

os santos chegaram

E vai ser uma diversão"

– Quadra Popular

Junho em Portugal continental ou insular é um mês de celebração em torno da mística dos Santos Populares, uma homenagem a Santo António, São João e São Pedro em forma de festas tradicionais que trazem às ruas milhares de pessoas para dançar, brincar, comer e beber – tudo entre coloridas decorações onde predominam os arcos, os balões e os mangericos, planta característica cujo aroma perfuma todas estas festas.

Na gastronomia popular é obrigatória a sardinha assada, o pão ou a broa, o caldo verde e o vinho tinto, desfrutados num cenário de folia e diversão que se estende pela noite fora com o saltar da fogueira e outras brincadeiras.

É indiscutivelmente uma festa popular, mas permeada pela religiosidade, podendo por isso observar-se os altares nos cantos das ruas e as pessoas a pedirem sorte e a intervenção dos santos da sua predilecção, cada um associado a diferentes "favores" ou "milagres" que se esperam.

Foi no espírito desta secular tradição portuguesa que a Casa da Madeira Community Centre de Toronto realizou no fim-de-semana um arraial dedicado aos santos populares, um convívio ao ar livre que teve lugar no Parque Madeira, em Georgina, e que esteve afiliado às festividades oficiais da Semana de Portugal ainda em curso.

O parque abriu logo pela manhã de sábado (24) e as pessoas foram chegando para desfrutarem de um belo dia, quente e de sol, passado ao ar livre e na natureza.

As cerimónias aconteceram já no final da tarde, com o hastear das bandeiras do Canadá, do Ontário, de Portugal e da Região Autónoma da Madeira, e com José Dias, Gustavo, José Romão e José Figueira a fazerem as honras.

Enquanto se esperava pelo cair da noite, ia-se convivendo com amigos, assando as famosas espetadas à madeirense, visitava-se o bazar e comiam-se as saborosas mal-assadas ou os petiscos confeccionados pelas incansáveis cozinheiras, ao mesmo tempo que se escutava o duo Raça Latina que foi convidado para animar o baile e a festa.

Já pela noitinha acendeu-se então a fogueira e a marcha popular saiu ao terreiro para dançar à sua volta enquanto os mais arrojados saltavam o fogo, entre eles o vice-presidente da Direcção, Carlos Figueira.

O arraial continuou no domingo (25) com muita música e diversão para todos quantos quiseram frequentar o verdejante parque, onde o ar é fresco e puro.

A próxima festa no Parque Madeira terá lugar já este fim-de-semana para as celebrações do Dia do Canadá e da Madeira, que se celebram conjuntamente.


Voltar a Sol Português